domingo, 7 de setembro de 2014

RETRATOS DE BAURU (162)


A INVISIBILIDADE E OS EXPOSTOS OU SEGREGADOS DE BAURU E DO MUNDO - EXEMPLOS VIVOS

Essas fotos são todas do fotógrafo ALEX MITA, um chipriota que acabou vindo residir em Bauru por causa de sua esposa, Luciana Franzolin. Ambos são fotógrafos, sensíveis e humanistas acima de tudo. Fazem e acontecem com essas máquinas nas mãos. Nesses registros, ele expõe algo rotineiro nas principais cidades, não só do Brasil, mas de todo o mundo capitalista, onde existe o predomínio do denominado “deus dinheiro”. Essas aqui foram tiradas após Bauru sofrer a passagem de um vendaval devastador pela cidade na semana passada e são de uma área dita como “nobre” (sic), os altos da Getúlio Vargas, point de nossos empodeirados todos. Alex atua nas hostes do Jornal da Cidade, mas produz intensamente nas horas vagas e em todos os outros momentos. Um inquieto cidadão, incomodado com tudo isso e demonstrando sua insatisfação com trabalhos desse tipo. Olhando para as fotos, impossível não constatar sua beleza, irretocáveis obras de arte, porém muito tristes, doídas, produzindo um esgar em todos os ainda sensíveis desse mundo. Ainda analisando o resultado das fotos, recebo algo interessante do amigo vereador Roque Ferreira: “Os níveis de segregação aumentam a cada dia e estão intimamente ligados com 'posse' das cidades. Em Bauru existe um silêncio obsequioso quando os interesses dos donos do capital se impõem, e expulsam uma parcela significativa da população para as 'margens' da cidade. Uma cidade onde graçam embusteiros e bajuladores de todos os naipes”. Fiquei tão tocado pelas fotos, que as reproduzo aqui, demonstrando ser esse um dos retratos mais sentidos dos últimos tempos, o de uma Bauru que poucos enxergam, mas está aí mais do que presente. Para conhecer um pouco do trabalho do Mita, cliquem a seguir: https://www.facebook.com/alex.mita.96/media_set?set=a.10152371110107914.1073741842.731052913&type=1

Um comentário:

Mafuá do HPA disse...

ALGUNS DOS COMENTÁRIOS VIA FACEBOOK:

Adriano Coelho Hernandes por isso defendo o Bolsa família tem q ser um salário minimo... 200 reais não dá p fazer nada .
6 de setembro às 14:35 · Curtir · 1

Marli Nunes Os expostos!
6 de setembro às 16:05 · Curtir

Marta Caputo Os invisíveis!
7 de setembro às 00:28 · Curtir

Roque Ferreira Não são invisíveis. São segregados, e existem vários tons de segregação em Bauru meu caro Henrique Perazzi de Aquino. Os níveis de segregação aumentam a cada dia e estão intimamente ligados com "posse" das cidades. Em Bauru existe um silêncio obsequioso quando os interesses dos donos do capital se impõem, e expulsam uma parcela significativa da população para as "margens"da cidade. Uma cidade onde graçam embusteiros e bajuladores de todos os naipes.
7 de setembro às 13:41 · Descurtir · 4

Henrique Perazzi de Aquino Essas fotos, caro Roque Ferreira e demais são de um local, fico sabendo hoje, aos fundos da Getúlio Vargas, o lugar dito dos "mais nobres" (sic) desta cidade. Os expostos, invisíveis ou segregados, ou mesmo à margem estão por todos os cantos, vivendo como podem diante desse tal de "silêncio obsequioso". Esse um dos lados mais crueis desse imperante e impositivo capitalismo, cada vez mais predatório e cruel.
7 de setembro às 16:41 · Curtir · 2

Adriano Coelho Hernandes pra q um governo q arrecada 40 % do povo.... ? pra q uma arrecadação q bate recordes , mais de 1,3 trilhão por ano... e a pobreza em todos os cantos do Brasil .
7 de setembro às 16:43 · Curtir

Roque Ferreira http://vimeo.com/103168431
Reproduzir o vídeo
Moradores de Rua - José Marquetto
Video depoimento de José Aparecido Nogueira Marquetto falando sobre as dificulda... Ver mais
7 de setembro às 19:13 · Descurtir · 2 · Remover visualização

Henrique Perazzi de Aquino Reproduzo aqui o que acabo de publicar no meu blog pessoal, o Mafuá do HPA, em mais um Retratos de BAuru, dessa vez com o resultado dessas fotos do Alex Mita. Não resistio e as reproduzi por lá, pois retratam uma Bauru que muitos não fazem questão nenh...Ver mais
Foto
Poverty in Bauru
Bauru is a developing city, a city "witout limits," but for the poor who live in shacks, heavy rain can be catastrophic. All Photos Alex Mita / f2
De: Alex Mita
Fotos: 21
7 de setembro às 19:31 · Curtir · 1 · Remover visualização

Adriano Coelho Hernandes isso q Bauru está entre as melhores cidades do Brasil, a pobreza é bem pior em outras cidades ...... é o q acontece com um páis tão fechado como o nosso , lotado de carteis das grandes corporações .
7 de setembro às 19:33 · Curtir