sexta-feira, 8 de agosto de 2008

UMA MÚSICA (29)
A GAROTA DE BAURU - CAZUZA E JOÃO REBOUÇAS
Essa música é um tanto rejeitada aqui em Bauru. Acho que nem tanto hoje, mas na época que foi lançada, sofreu barbaridades. Lembro-me de um programa na rádio, acho que com o Flávio Pedroso, onde ele boicotava a música, afirmando ser um acinte para a cidade tocar algo assim, depreciativo. Baboseiras mil. O tempo passou e no meu último texto de Memória Oral, o "Bauru DOCG", cito uma parte da letra, justamente a que diz que a garota não é um sanduíche. Recebo um email (com um pedido para não se identificar), pedindo informações sobre a música. Eu não as tenho. Pensei até em pesquisar, chegar até o autor vivo, João Rebouças e entrevistar pessoas por aqui. Na impossibilidade atual, deixo isso para outro momento. Aqui, sai a letra e uma dica. Cliquem no Youtube o nome da música e vão ouví-la, tendo ao fundo várias imagens do Cazuza em ação. Tenho aqui no mafuá o LP, "Burguesia", um álbum duplo do Cazuza, da Philips, de 1989, com essa raridade. Pelo menos para mim continua o grande mistério: Quem seria a tal Garota de Bauru? Alguém aí do outro lado saberia me responder...

"Eu conheci uma garota em Bauru/ Quinze anos de vida e cinco de rebu/ Na lanchonete principal era a rainha/ Com suas minissaias sem bainha/ Os pais choravam/ Os irmãos ameaçavam/ E ela nem aí, maravilhosa/ Gostosa em sua vulgaridade/ Feliz com sua sinceridade/ A garota de Bauru/ Não é um sanduíche/ A garota de Bauru/ Não é um personagem triste/ Gosta de ouvir Lulu Santos/ E acha o Cazuza um anjo/ Não perde um show do Paralamas/ Depois, no hotel, ela entra numas/ No dia seguinte chega em casa/ Com a maquiagem toda borrada/ Toma café e leva porrada/ O pai chama de puta/ A mãe, que ela é maluca/ E a garota de Bauru/ Vai dormir sem culpa/ A garota de Bauru/ A garota de Bauru/ Quando as bandas vão embora/ Volta ao tédio e à velha lanchonete/ Fica um papel com um nome/ Com um nome e a fama de tiete/ A garota de Bauru só quer um futuro (futuro)/ Quer ser feliz no mundo grande/ E pra isso tem que ser medíocre/ Tem que ser diferente de uma pizza/ A putinha de Bauru/ A Janis Joplin de Bauru/ Como é linda assim de azul/ Pois nunca vai vestir seu vestido de noiva/ E o véu que esconde a grande guerra/ Nunca, nunca vai casar ou ter filhos/ Porque a garota de Bauru/ Vai fugir e achar a sua família".

10 comentários:

Anônimo disse...

Querido Henrique,
A famosa garota de Bauru (que iria "dormir sem CUlpa") era um homem... filho do ilustre fundador da ITE...
Não me lembro do nome do Garota e nem do que foi feito dele (a)!
Abração!
W

Anônimo disse...

Ainda ñ descobriram quem era a garota de Bauru???

alexandre disse...

Todos estão enganados!
Fui parceiro na produção e gravação do álbum.
A Garota de Bauru não era homem porra nenhuma, seus idiotas!
Era realmente uma garota de vinte anos que Cazuza conheceu na saída de um show realizado em Bauru. Lembro-me que ele falava de um hotel com nome de Bekassin. Zoaram a noite inteira com a putinha bauruense.
Otários!

Anônimo disse...

ow, essa música é um prato cheios para as feministas hein

muito legal como ele fala da liberdade dessa garota.

se ser vadia é ser livre, essa garota é livre!

abraços.

Vitão de sampa.

Anônimo disse...

A Garota de Bauru na verdade é a mãe dele Lucinha Araujo, que saiu de um puteiro chamado casa da Eny....

Anônimo disse...

Conheço a garota de bauru. Ela tem uma filha linda que se chama Anna e mora em bauru mesmo! Cazuza fez a musica para ela. Podem procura-la que ela confirma a historia a voces. Otarios

Anônimo disse...

Há muitos anos conheci uma garota em Bauru. Essa garota sensibilizou-se com a condição vivida por Cazuza, na época ela enviava-lhe cartas lindas tentando conforta-lo por causa da doença. Então ele fez a música prá ela. Antes de a música ser lançada, essa garota havia me falado que ele tinha feito prá ela. A pobre moça não sabia que a música seria tão agressiva. Nos últimos dias de vida de Cazuza, fomos, eu, a garota e uma amiga visita-lo no hospital Nove de julho, em São Paulo. Essa garotinha (15 anos) foi a única pessoa a vê-lo e que não era da família, pois a mãe e o pai do Cazuza sabiam de quem se tratava. Essa é a verdade.

Anônimo disse...

Se essa pessoa for a mesma que eu relatei, acredito que conheço você. Quem é vc? Ela tinha uma amiga chamada Luciana, a qual namorei na época.

Anônimo disse...

A garota de Nauru era a Lucinha Araújo, junto com a hebe Camargo e a lllita Rodrigues antes de conhecerem seus " coronéis" . Fika a Dika.

Anônimo disse...

É verdade, quando eu ra mais novo, já ouvia essa história. O que um sobrenome não faz, hein?