quinta-feira, 17 de julho de 2014

RETRATOS DE BAURU (160)


SALVADOR LEMOS LEVA A VIDA MERGULHADO EM BONS VINHOS
Bom demais ir tomando conhecimento da forma encontrada por alguns para resistir ao tempo. Cada um busca à sua maneira e jeito prolongar o tempo de permanência nesse mundinho. A receita está na cabeça de cada um, a forma como a emprega, como vai renovando as doses certas de vivência. Ouvir relatos de gente que soube dosar isso tudo e propaga estar ali a maneira de estar feliz, é algo que me faz parar, ouvir, aprender algo novo e juntar mais e mais em tudo o que acredito. A sapiência está em aprender um bocadinho mais com tudo isso que ouço e vejo pelas ruas bauruenses.

SALVADOR LEMOS vive muito, tirando a passagem do tempo com muita sapiência, tudo devido ter levado a vida sempre ao lado de algo muito saudável, o vinho.
Esse distinto senhor, do alto dos seus 84 anos me diz ser da “Idade da Pedra” e desde que me conheço por gente o vejo envolvido com vinhos. Tempos atrás tinha uma movimentada distribuidora, também mercearia, dessa fina iguaria lá nas imediações do Corpo de Bombeiros, a Salvador Comércio de Vinhos e hoje o depósito do que ainda revende está localizado na rua Julio Prestes, bem na entrada da famosa Feira do Rolo. Sua residência é ali pertinho, na quadra 5 da Gustavo Maciel, coração da feira dominicial mais movimentada da cidade. Com cinco filhos criados, muitos netos e alguns bisnetos, amainou o serviço, mas ainda continua distribuindo vinhos gaúchos, mais precisamente de Caxias do Sul e sai quase diariamente dirigindo seu carro e revendendo garrafinhas para firmas, clientes que não o abandonaram e amigos. Durante a semana faz a região (“eu e deus na estrada”, me diz) e aos domingos monta uma mesa na frente do depósito, enche de garrafas em cima e curte a feira, conversando e ensinando quem lhe pede ajuda para entender desse negócio de degustação. O vinho lhe prolonga a vida e revigora sua saúde. O danado está tinindo de saudável.

2 comentários:

Mafuá do HPA disse...

Vejam alguns dos comentários via facebook até ontem final tarde:

Helena Aquino nossaaaa que delícia ..... preciso passar lá um domingo desses, nunca vi, preciso ver esse sr em ação .....
Ontem às 11:40 · Descurtir · 1

Adilson Talon este é bom...
Ontem às 11:47 · Descurtir · 1

Henrique Perazzi de Aquino Adilson Talon, quem é bom, o Salvador ou o Del Rei??? Abracitos...
Ontem às 12:31 · Curtir · 2

Henrique Perazzi de Aquino Lindo demais vê-lo vendendo vinho numa simples mesinha na rua Julio Prestes, todo domingo, entrada Feira do Rolo:
Foto de Henrique Perazzi de Aquino.
Ontem às 13:02 · Curtir · 3

Adilson Talon Henrique, os dois são bons,...o Salvador como pessoa e o Del Rei como vinho....muito bom....
Ontem às 13:24 · Descurtir · 3

duka zanni disse...

Que legal, Henrique, meu amigo!
Grande figura o seo Salvador. Me lembro quando eu morava numa República, na Gustavo, vizinho do lado de cima de onde ele tinha o Bar. Lembra? Na República, éramos em quatro: o Roberto (Japa), o João, eu e o Osíris ( que já partiu). A casa vivia em festa. E o seu Salvador nos tolerava, sem nunca nos cobrar (nem do aluguel e nem da bagunça). Em troca, a gente consumia quase toda a cerveja que ele tinha no estoque. Sem falar do Uísque que o Japa bebia com farinha. E quase tudo fiado! Mas, seo Salvador sempre trouxe no nome a nossa necessidade e o nosso apelo de quatro rapazes trabalhadores honestos, pois, assim como ele nos salvava, nós nunca falhamos com ele.
Velhos bons tempos! Velho amigo seo Salvador! Hoje ainda tão jovem nos seus 84 anos!
Parabéns pela Matéria Henrique!