sábado, 12 de julho de 2014

BEIRA DE ESTRADA (37)


BIOGRAFIAS NÃO AUTORIZADAS DO LADO B DE BAURU (08)
MARTA CAPUTO NÃO DEFENDE SÓ OS ANIMAIS, DEFENDE A VIDA*
* (texto publicado no ex-jornal, agora Revista Metrópole News, nº 13, julho 2014, direção de Borika Hegyessy).
Quero começar esse texto sobre Marta Caputo lembrando de um nova briga comprada principalmente por ela e depois encampada por muitos. “GRANDE NOTÍCIA, PESSOAL! Nossa solicitação para a realização da audiência pública: Rodeios, a Exploração Econômica da Dor foi DEFERIDA!!! Portanto, dia 29 de maio, às 18 horas, esperamos todos os ativistas na Câmara Municipal de Bauru! Nossos efusivos agradecimentos ao vereador Roque Ferreira, que abraça a causa e toma ATITUDE contra essa CRUELDADE em nosso município. Crueldade que, diga-se de passagem, é totalmente revestida de ILEGALIDADE e demonstraremos isso! Valeu, Roque! Por favor, compartilhem MUITO!!! Avisem todos os ativistas! Participem! Curtam a página no facebook do Movimento Bauru Sem Rodeio e mantenham-se informados!”, recebi esse recado naquela época e o redistribui, pois comungava da mesma linha de pensamento e ação.

Depois fui acompanhar mais da luta dessa “desbravadora dos sete mares”, incessante na verdadeira guerra travada contra os que insistem em continuar maltratando animais. Como consolo li algo mais ou menos assim de um dono de circo, desses que ainda trabalha com um suspeito adestramento animal em seus espetáculos: “Em Bauru não volto nunca mais”. Marta e tantos outros lhe deram a resposta na mosca: “Pois não venha mesmo, aqui não existe espaço para gente que maltrata animais”. Mas não foquem com a impressão de que essa tal de MARTA CAPUTO seja um brigona nas 24h do seu dia. Brigar ela briga mesmo, mas é um doce de pessoa e isso pode ser comprovado por quem a conhece.

Os lutadores são gente de muita fibra. Não esses que hoje vemos pela TV, os tais de MMA, considerados como animais em luta, portanto, deploráveis. Escrevo dos lutadores do dia-a-dia, os que enfrentam os dragões da maldade e com enferrujadas espadas, ao velho e sempre útil estilo quixotesco, mas sem medo nenhum. São os imprescindíveis desse mundo. Gente abnegada fazendo de uma causa a luta de toda uma vida. São fortes por natureza, desbravadores por osmose, botando a cara para bater e não fugindo da raia. O encantamento dessa vida é ir tomando ciência de que muitos ainda estão por aí lutando por todas as causas possíveis e também pelas impossíveis. Aqui algo de uma lutadora.

Explico quem é de fato essa pessoa. MARTA VIEIRA CAPUTO está comprando brigas e mais brigas, tudo por causa da causa que defende (com unhas, dentes e se preciso for, garras), a dos animais, os ditos irracionais. Nós, os ditos racionais, os maltratamos e daí se faz necessário a entrada em ação de paladinos que os defendam. Marta um desses. As suas frentes de batalha são muitas e nos últimos dias uma tem se destacado, a da ONG Bauru Sem Rodeio, em plena campanha para que Bauru deixe de subsidiar rodeios com verbas públicas. Essa indomável fera está na estrada e não é de hoje. Sua dissertação de mestrado lá na Unesp anunciava anos atrás o que viria pela frente: “Comunicação e Ciberativismo – Boicotes: Novas práticas para o exercício da cidadania”, isso em 2008. Se já fazia e acontecia, a partir daí fez chover e mais um pouco. Leiam a coisa com mais detalhe acessando o link a seguir, vale a pena, principalmente nos seus anexos: http://www4.faac.unesp.br/posgraduacao/Pos_Comunicacao/pdfs/marta_vieira.pdf.

Na dedicatória do mesmo trabalho um algo mais sobre ela e alguém de sua família: “À memória de meu pai, o primeiro anti-imperialista que conheci”. Deu prosseguimento na luta do velho e com mais aprumo e esmero. Cabedal não lhe falta. Mês passado ela reuniu donos de cães quase da cidade inteira lá no seu parque das Nações (não é seu, mas como mora lá, cuida como se fosse seu) e em parcerias vacinou com apoios variados quase três centenas deles. Abnegada faz isso também dentro do Fórum Empresarial de Responsabilidade Social e Sustentabilidade de Bauru, lutando por essa causa e outras tantas.

Enfim, Marta é uma lutadora, longe de gostar de algo como a excrescência desse MMA, mas sim, a da defesa dos desprotegidos. Uma ativista dos direitos do animais, impulsionada pela compaixão, algo meio que diminuído nesse mundo atual onde o ser humano vale pouco e a importância maior é dada ao deus dinheiro. Marta navega nesses caminhos, sempre em vigília. Antes de parar de ler veja mais isso: http://www.radio.unesp.br/entrevista/582. Uma grande pessoa.

2 comentários:

Anônimo disse...

Eita! Ó nóis na fita de novo! Valeu Henrique! Oxalá essa semana, via gabinete do nosso caro Roque Ferreira, tenhamos mais notícias sobre a questão dos rodeios na cidade. Enquanto isso, estamos, como sempre, brigando contra os equívocos do PL 6602 - que pretendia ABOLIR os testes com animais para a produção de cosméticos e produtos de higiene e cujo substitutivo pretende enganar os ativistas, NORMATIZANDO as barbáries laboratoriais, coisa que acontece, inclusive, em Bauru. Assunto delicado e que foi, infelizmente, apropriado por oportunistas de plantão. Estão, inclusive, arrecadando assinaturas para uma coisa, mas prometendo OUTRA e quem não se deu ao trabalho de ler e estudar a fundo a questão, está caindo como um pato. E, pior: condenando os animais à tortura, para que as peruas tenham um batom ou um creme anti-rugas novo que promete rejuvenescer 30 anos ou ainda, um simples desodorante ... tudo às custas de animais tais como beagles, coelhos, ratinhos. Não precisamos mais disso!!!
Abração
Marta Caputo

Anônimo disse...

Meus sinceros parabéns Marta Caputo! Você merece essa linda homenagem e agradeço por você ser essa grande mulher humana como é! Abraços
Liliana Martins